Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

SEAN CONNERY POR DRAGÃO PUCAR

SEAN CONNERY POR DRAGÃO PUCAR
5 (100%) 13 votos

Sir Thomas Sean Connery

 

Há pessoas que são como o vinho. À medida que passam pelos anos, tornam-se mais bonitas, melhores. Na infância, são comuns. Como adolescentes são despercebidas, sem indicação de especialidades aos vinte anos. Nos seus trinta anos a sua beleza se acorda e aos quarenta e cinquenta anos elas se tornam irresistíveis.

 

O que é que essas pessoas desafiam no processo natural de envelhecimento? É sobre a beleza interior delas que amadureceu com o tempo, sobre a personalidade, alma e espírito delas. Essas pessoas permitiram que seu mundo interior se formasse e se expressasse. Em seus anos de maturidade, vemos sua beleza interior em seus rostos, em seus olhos, em seu comportamento, em seu modo de se vestir, em seus interesses e na escolha que fez de como viver a vida – em sua atitude. Sua atitude é o que constitui seu estilo único e irrepetível.

Cada uma, à sua maneira, essas pessoas estão envelhecendo com estilo.

 

Hoje quero apresentar-lhes: Sean Connery

 

Sir Thomas Sean Connery (Edimburgo, 25 de agosto de 1930) é um renomado ator escocês. É famoso desde a década de 1960 pelo papel no cinema do agente secreto do MI6 britânico, James Bond, criado pelo escritor Ian Fleming.

 

Filho de pai católico e mãe protestante, Connery começou a vida como leiteiro em sua terra natal e até ter sua primeira oportunidade na vida artística, num musical chamado South Pacific, serviu na Marinha Real, foi motorista de caminhão e modelo vivo para artistas do Colégio de Artes de Edimburgo.

 

 

 

Nesta época ele foi terceiro colocado no concurso de Mister Universo de onde, através da insistência de um amigo, saiu para fazer os testes para a peça, que acabou lhe abrindo o caminho para o trabalho de ator nos palcos, na televisão e nas telas de cinema.

 

 

 

Após trabalhos menores no cinema e na televisão inglesa, entre o fim dos anos 50 e começo dos 60, Connery chegou à fama internacional na pele do agente James Bond no filme 007 Contra o Satânico Dr. No em 1962, que inauguraria a mais bem sucedida e longeva série cinematográfica, que em 2013 completou 50 anos.

 

 

Nestes mais de quarenta anos de estrelato, Connery construiu uma sólida carreira cinematográfica após deixar o personagem de 007 em 1971, estrelando filmes importantes e populares nos anos seguintes como The Man Who Would Be King (O Homem que Queria Ser Rei), Der Name der Rose (O Nome da Rosa), Indiana Jones and the Last Crusade (Indiana Jones e a Última Cruzada), The Untouchables (Os Intocáveis) e The Hunt for Red October (Caçada ao Outubro Vermelho), entre outros.

 

 

Connery é um dos maiores apoiadores e colaboradores financeiros do Partido Nacional Escocês, que luta pela independência da Escócia. Metade do seu cachê em 007 Os Diamantes São Eternos foi doado ao partido e para ajuda a crianças carentes da Escócia.

Após receber a Legião de Honra do governo francês em 1991, ele foi finalmente agraciado com o título de Sir pela Rainha Elizabeth II, em 5 de julho de 2000, numa cerimônia que, a seu pedido, foi realizada na Escócia e à qual compareceu vestido com um traje típico escocês, um kilt de caça do clã MacLean.

Sean Connery foi casado por onze anos (entre 1962 e 1973) com a atriz australiana Diane Cilento, com quem teve um filho, Jason Joseph, nascido em janeiro de 1963. Desde 1975 ele está casado com a artista franco -tunisiana Michelline Roquebrune Connery. Vive com a mulher em Nassau, nas Bahamas.

 

Connery passou por duas importantes operações nos últimos anos: em 1993, foi obrigado a se submeter à radioterapia para eliminar nódulos na garganta e, em 2003, operou os dois olhos de catarata.

Sean Connery, a lenda que vive.

Dragão Pucar

Dragão Pucar 57 anos, De Belgrado, Sérvia. Formação em Direito pela Faculdade de Direito em Belgrado. Mestrado em Teologia no Centro Cultural Cristão em Belgrado.
Sempre pensei que era escritor e poeta, mas descobri que sou apenas um trabalhador temporário no pomar de Deus para transferência de frutos.
Não gosto de gastar as palavras porque respeito o poder que elas têm. Apaixonado por amor, amo a amorosidade.
Pratos favoritos: sabedoria do silêncio, paz.
Bebida alcoólica favorita: a alegria da vida
Gosto de conversar com o meu cachorro, pois ele é grande ouvinte e sentem quando estamos tristes, eles chegam de mansinho, ficam do nosso lado quietinho sem esperar nada em troca.

Face:  https://www.facebook.com/dragao.pucar.5

E-mail: dragaopucar@gmail.com

Um comentário em “SEAN CONNERY POR DRAGÃO PUCAR

  • 26/04/2018 em 03:36
    Permalink

    Muito bom o artigo de Dragão Pucar.

    Saber envelhecer é privilégio de quem sabe viver.

    Viver com a sabedoria de mãos dadas com a humildade dos grandes.
    Como herói , vencer suas próprias batalhas numa boa luta.
    Aprender e apreender o que a vida ensina.
    Viver com dignidade e morrer com dignidade.
    Um grande estilo de vida que está além do que a moeda pode comprar.

    Resposta

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

×
%d blogueiros gostam disto: