CHUVA- ADELE PEREIRA

 

 

 

Hoje quero sair na chuva, pular na lama.
Correr na grama, vou gargalhar, muito cantar.
Quero dançar, assobiar vou cirandar, petequear.
Pegar boneca, pular corda, bambolear.
Não sou idosa, tenho vivencia, experiência
Sou uma menina, com muitas histórias
Eu tenho brio, pouco de brilho, algum vigor
Corpo envelhece, espírito não, ruga aparece
Não varro calçada ,não fujo da raia, sei dizer não
Tive amores, fiz minhas escolhas, já fui feliz
Muito dancei, qual viajei, me aposentei
Tenho meus filhos, arvores plantei, o livro vem
Hoje estou só, mais não sozinha, sem ter depre
Pois tenho amigos, uma família, netos também.
Recordo o passado, vivo o presente, muito contente.
O futuro ninguém o tem. Ainda amo!!

 

 

Pois estou viva, amor não acaba, só multiplica.
Hoje quero sorrir, mostrar os dentes, erguer os braços.
Molhar a cara, sapatear, brincar de betes.
Jogar burquinha ,pular no rio, levantar pipa.
AH!! Hoje eu quero tudo! Do que já tive, do que terei.
Vivo feliz, pois, cara feia, para mim e fome.
Tristeza não paga dívida, e nem ajuda ter um dia bom.
Saio na chuva vou me molhar, se estou viva vou saborear.
Pouco aprendi ,quero ensinar, aprender também
Amo vocês.

O amor ecoa em mim

Adele Pereira
05/04/ 19

 

ADELE PEREIRA

Não tenho Idade numérica, tenho datas comemorativas de vivências .

Aposentada me direcionei ao prazer de escrever, anjos me descobriram.

Deram asas a minha imaginação e me vi blogueira , escritora,

colunista  e os poetas ,que me perdoem:poetisa.

Palavras dançam na minha mente ,e transporto para o papel, sonhos,ilusões e amor.

Apaixonada pela vida, em busca de ser feliz, sentir o amor.

É assim Adelia De Melo, está Adele Pereira.

Email: adeliapvmelo@hotmail.com

 

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.