AMIGOS INATINGIVEIS-POR-MILU FREITAS

Sentada no alpendre da casa de férias, um recanto agradável, que tem ao fundo uma janela com um vitral amarelo e verde, um banco de pedra e azulejos azuis bastante antigos, moradia do século passado, mas modesta. Rodeada por um quintal empedrado cheio de árvores e algumas flores, que adoro, pois desde os 5 anos que lá vou passar férias. Hoje tenho 92 anos , portanto somos bastante antigos… As árvores espalham sombras no empedrado, parecendo um rendilhado maravilhoso, vamos lá contar o que interessa senão ainda pensam assim “que raio de conversa tão estupida, quero lá saber da casa de férias…”. Calma amigo, faz parte do cenário que quero partilhar com vocês.


Perto do meio dia , sentada no alpendre a descansar as minhas velhas pernas, aparece a minha primeira visita: é uma Borboleta muito pequenina cor de laranja com pintinhas pretas, que todos os anos nesta altura me vem cumprimentar, esvoaçando pelas árvores suas amigas muito contente e feliz, voa perto de mim e pousa numa pedrinha cheia de Sol, fica de asas fechadas, tomando o seu banho matinal e descansando do seus voos, depois abre as asinhas e esvoaça à minha volta dizendo : “Até amanhã amiga…”
Como veem sou mesmo louca… verdade verdadeira, adoro a minha Borboleta Laranja.

À tardinha já o Sol desapareceu, aparece o meu segundo visitante, alguns passarinhos que já fizeram a sua sesta, dormindo na sombra, e resolveram aparecer nas árvores onde se podem divertir, saltitando de ramo em ramo, e dar o seu concerto de chilreados, para as amigas árvores, numa dança rítmica em que todos se divertem felizes e contentes, contudo passado algum tempo partem, para encantar outros ou pessoas como eu. Não posso esquecer outro visitante madrugador, é um pássaro maior todo preto de bico vermelho, lindo mas sempre meio escondido, mas ouço o seu bom dia, cantando KUKU, KUKU.

 

Por fim o último visitante, após o jantar, quando nos reunimos no alpendre para conversar e tomar o fresquinho da noite estrelada, acendo a luz que atrai os insetos respetivos, nessa altura, como rainha da noite, aparece a minha amiga OSGA ou LAGARTO, não conheço bem, mas vai para o seu cantinho no teto sem se mexer, esperando fazer a sua caçada quando nos formos deitar. Digam lá amigos, sou ou não sou feliz de ter amigos INATINGIVEIS…

Milufreitas        03-09-2020

 

 

 

 

 

 

Milu Freitas, 92 anos aposentada da Função Pública. Nasceu e Mora em Portugal. Tirou o curso de Belas Artes 4 anos, pinta, escreve textos ou poesia. Tem feito várias exposições em Portugal e Paris, Belgica. Ganhou o 2º prêmio internacional em Paris com o quadro COSTAS, na Belgica com o quadro PANO VERMELHO.É mestra de REIKI e MAGNIFIED HEALING e acima tudo adora viver o AGORA ou seja O PRESENTE .
Escreve textos ou poemas e claro pinta, mas principalmente adora VIVER.
O email é: milufreitas@gmail.com

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.