Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

FIM DE TARDE POR APARECIDA CAMILO

 

Fim de Tarde

 

Era o fim da tarde. Um fim de tarde, onde as preocupações foram deixadas de lado e decidi que eu iria me dá um tempo junto a natureza. Foi então que me dirigi até a estação da condução que me levaria até aquela praia onde vivemos os nossos momentos mais lindos…

Entrei na condução e quando eu apreciava da janela cada paisagem que admiramos em cada detalhe. Lembrei como eu havia sido feliz naquele dia. Dei-me conta que você chegou ao silêncio de mim tomando conta de todo o meu ser. Compreendi que nunca mais viveríamos distantes, pois se havia implantado em nosso coração, o amor, e que tudo era apenas uma questão geográfica.

 

 

Cheguei à praia e caminhando tão somente nos lugares que havíamos percorrido eu olhava o mar que espelhava no céu azul, você veio em minha mente com um sorriso encantador, com os olhos alegres observando cada movimento meu, ai distingui um fio de esperança que tomava conta de nós, à medida que sol se dava ao ocaso.

O início da noite com seu brilho adentrando nas casas, nos corações, agora tão desnudo de qualquer outro sentimento que não fosse o de amar.

 

 

E ali estava eu, naquela praia, livre, sem medo. Eu somente, com lembranças tuas a deambular e acariciar todo o meu ser.

Seria eu como as gaivotas que voavam sobre a esplanada, agora em um escuro funesto sobre a praia.

Estava eu livre, vivendo em contacto com o mar, com a natureza, com a vida. Estaria com certeza mais perto de Deus e de você.

Sorri de alegria por saber-me livre, livre dos grilhões que me aprisionaram por tantas luas, não tenho provas a dar, com corpo e alma para deito na praia as incertezas dos momentos esquecidos e maculados por razões efêmeras.

 

 

Defrontando o violento mar, enquanto outros vagueiam a decrepitude do tempo num corpo doente e cansado, onde tudo exige uma imagem, uma postura, uma impossibilidade de amar e de apreciar as coisas simples da vida.

Senti-me então feliz comigo, por assim desfrutar de uma vida simples sem pretensões, sem imagens e com amor.

Senti-me só, de alma livre.

Por isso eu sorria.

 

Aparecida Camilo , Advogada atuante e Pós-Graduada em Língua Portuguesa, durante seu tempo por aqui entre todos que denominamos humanos, sempre lidou com pessoas. Não seria diferente a escolha de sua profissão. Trabalhou pouco em sua vida, mas sempre gostou de estudar e estudou um pouco. Não saberia dizer em que idade se encontra, pois tem dia que vive a sapiência e o silêncio dos 100 anos, outro vive o glamour dos 20, outro a introspecção dos 40, e ainda tem aquele dia que ela vive somente a teimosia dos 5 anos de idade, em seu Registro de Nascimento consta nascida no ano de 1964, com gratidão a este Universo tão vasto e bonito que nos faz sonhar e esperançar, que chamamos Deus e vive sempre com as possibilidades que a vida apresenta, o seu lema é: viver um dia por vez, aprendizado que obteve ao longo de sua vida e espera ainda viver na serenidade.

E-mail: aparecidacamilo@hotmail.com

https://www.facebook.com/aparecida.camilo.33

 

 

 

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.