COMIDA, COMIDA…. POR APARECIDA CAMILO

 

 

Comida, comida

 

E disse Deus a Adão: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Gênesis 3:17. E por essa razão o homem vive numa pobreza impar, pois em toda e qualquer etnia, em todo clã social, seja em um filme, seja em casa ou fora dela, o que se ouve sempre e sem exceção é na maioria das vezes, eu lhe abriguei em minha casa, lhe dei de “comer.”

 

 

Eu lhe acolhi, lhe dei atenção, lhe dei de “comer”. Você viveu as minhas custas nunca lhe cobrei nada, lhe dei de “comer”. Aqui não dá para você ficar, pois não tenho “comida.”

Para alimentar mais uma boca. Comida, comida, tudo gira em torno de um prato de comida, grupos se reúnem para fazer sopão para alimentar num domingo apenas, os moradores de rua, como se comida bastasse para resolver a ausência do amor, do afago, do olho no olho, do eu te amo, do estou aqui, caso precise e de fato está, do aperto de mão, do abraço apertado.

Comida, comida, é a única coisa que os que se dizem humanos conseguem em suas vidas miseráveis de amor e afeto. Caso prestes atenção, você trabalha o mês inteiro, quase todo o seu salário fica no Super Mercado ou restaurantes.

 

 

Comida, comida, é para isso que se vive, para comer, comer e comer. Conheço pessoas que gastam horrores ao passo que negam um prato de comida para um amigo, e/ou conhecido, conheço pessoas que escondem “comida” para não compartilhar com o próprio irmão consanguíneo.

Conheço pessoas que não recebem ninguém em suas casas, somente para não servir um prato de “comida.” Você vai a um Shopping, termina na praça de alimentação comendo algo, você vai a um passeio, dá uma parada para o almoço, vai às compras, tem que almoçar.

Deve de doer muito alimentar alguém. A primitividade do ser é tamanha que nós não conseguimos viver livre para amar e reconhecer no outro a irmandade que nos envolve. Não conseguimos enxergar a tarefa para qual estamos destinados, pois tudo envolve “comida.”

 

 

Ninguém percebe ninguém, somente comida, comida e comida.

O homem vive por “comida”. Não percebendo quão grande é o chamado espiritual que emana dos Céus, para que nos tornemos alguém melhor, cada dia um pouquinho.

Ou pelo menos para sabermos que comer, comer e comer, faz parte do pecado da gula, um dos sete pecados capital, bem como não estender suas mãos para alguém, no sentido de ajudar, você está galgando um futuro não muito promissor para você, se não no mundo material, mas no espiritual certamente, pois a lei do retorno é a única que funciona com perfeição.

Colhemos o que plantamos e realmente colher os frutos de nosso plantio, é de fato doloroso, deve de ser por essa razão que os seres denominados humanos, negam, escodem, um prato de comida.

 

Aparecida Camilo , Advogada atuante e Pós-Graduada em Língua Portuguesa, durante seu tempo por aqui entre todos que denominamos humanos, sempre lidou com pessoas. Não seria diferente a escolha de sua profissão. Trabalhou pouco em sua vida, mas sempre gostou de estudar e estudou um pouco. Não saberia dizer em que idade se encontra, pois tem dia que vive a sapiência e o silêncio dos 100 anos, outro vive o glamour dos 20, outro a introspecção dos 40, e ainda tem aquele dia que ela vive somente a teimosia dos 5 anos de idade, em seu Registro de Nascimento consta nascida no ano de 1964, com gratidão a este Universo tão vasto e bonito que nos faz sonhar e esperançar, que chamamos Deus e vive sempre com as possibilidades que a vida apresenta, o seu lema é: viver um dia por vez, aprendizado que obteve ao longo de sua vida e espera ainda viver na serenidade.

E-mail: aparecidacamilo@hotmail.com

https://www.facebook.com/aparecida.camilo.33

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.