Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

ALVA- ADELE PEREIRA

ALVA

Sou filha branca da sombra da noite
Semelhantes odaliscas nas tendas
Não critique sou alva não confunda
O sol não me ofuscas entre tantas

Não faça guardar-me em minhas vestes
Que eu mesma das quais me guardei
Diga-me amor de minha vida segreda-me
Reconheça-me a mais bela das mulheres

Pois bela é a face no êxtase do amor pleno
Sou como um lírio entre rosas e espinhos
Repousa sua mirra entre meu seio macio
Meu fruto tenro doce ao seu exímio paladar

Meus braços seu leito seu oásis no deserto
Levante a bandeira do amor hasteie finque
Sustenta-me revigora-me estou doente
De amor suplico pelos deuses desperta-me

Até que o desejo faz-se ninho em fendas
Escondido venha ao meu encontro veloz
Antes que o frescor dos dias terminem
Que a gazela não tenha força de escalar

Antes que a brisa desapareça nas noites
E o sol escaldante tome meu frágil corpo
Tome-o você pois já seduzi-o meu espirito
Sejamos a junção do oposto com o mesmo
gosto

ADELE PEREIRA

Adele Pereira

Não tenho Idade numérica, tenho datas comemorativas de vivências .

Aposentada me direcionei ao prazer de escrever, anjos me descobriram.

Deram asas a minha imaginação e me vi blogueira , escritora,

colunista  e os poetas ,que me perdoem:poetisa.

Palavras dançam na minha mente ,e transporto para o papel, sonhos,ilusões e amor.

Apaixonada pela vida, em busca de ser feliz, sentir o amor.

É assim Adelia De Melo, está Adele Pereira.

Email: adeliapvmelo@hotmail.com

 

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.