CHEGANDO A VELHICE-POR-ADELE PEREIRA

CHEGANDO A VELHICE

Se tivermos vida longa, não tem como evitar o processo, que age no organismo, acentua no corpo, necessariamente não afeta a mente. Assim é o tempo, a velhice o amadurecimento. Incomoda? Sim…
Não mais que, as não aceitações das modificações corporais, as não aceitações preconceituosas da sociedade, criando conceitos, formulando estereotipo-os para a velhice…

Neste século nos longevos estamos desmitificando a eterna juventude física, e exaltando possibilidades intelectuais, não mais limitando capacidades físicas. Denominar o idoso como fardo pesado e inútil a sociedade, é errônea, só idade cronológica limita essa população, que está se tornando a maioria, deve-se olhar também outras condições.

A mental a espiritual, a bagagem adquirida, interação com o externo, sua capacidade de adaptar-se com a tecnologia, sua nova visão de olhar as oportunidades e ver o futuro. E tantos outros fatores, de um ser singular, com suas próprias vontades, gosto, sonhos projetos, e vivencias experimentadas.

A velhice não é não deve ser, uma cisão com os ciclos passados, tampouco, um retrocesso a eles, com conceitos arcaicos, mudamos de século. É uma continuação existencial, natural. Infância, adolescência juventude, e maturidade, nos maduros velhos idosos enta-mais estamos reavaliando essa generalização, velhice e um estado o qual se encontra o ser humano na maturidade.

Os movimentos como Stopidadismo ( faço parte) e outros, surgem como grandes aliados
dando-nos informações, lutando por nós e com nós, alertando, os futuros idoso, para as leis não regulamentadas, os não comprimento das já existentes, as não políticas da sociedade e governamentais.

Precisamos debater, falar, discutir, mais e mais com esse avanço que já tivemos, estamos mais visível, estamos sendo notados modificando a velhice, desmitificando conceitos milenares, deixando de sermos programados.

Nos gerenciamos, fazemos escolhas, concretizamos sonhos repaginamos a vida, baixamos um novo Download.

Tanto que contamos com uma gama de profissionais voltados, para gerontologia, e tantas outras pessoas que aderem os movimentos Sou Stopidadismo

Adele Pereira

 

Apaixonada pela vida, em busca de ser feliz, sentir o amor.

É assim Adelia De Melo, está Adele Pereira.

Ativista do Movimento Stopidadismo

Email: gastldimmelo@gmail.com

Instagram: https://www.instagram.com/adele_pereira50/

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: