FAKE NEWS EM SAÚDE É GRAVE – RENATA COSTA

 

 

Fake news em saúde é grave – não repasse!

“Se bem não fizer, mal não faz, dizem por aí. Não é bem assim na medicina”, diz o médico e empreendedor social João Paulo Nogueira Ribeiro, criador do site Duvidoso.

Diante do cenário atual, que tem misturado dois problemas – pandemia e fake news –, o médico ressalta a gravidade de se repassar informações falsas a amigos e familiares. A tecnologia, que tanto favorece as relações e a disseminação de informações, também é muito usada para espalhar essas falsas notícias e orientações de uso de medicamentos, vitaminas e alimentos que não são eficazes na batalha contra a covid-19. E, como ele ressalta, além de não fazerem bem, podem, sim, fazer mal.

“A informação pode ser simples, por exemplo, dizer às pessoas para beber muita água, porque isso ajudaria na prevenção da doença. Parece inofensivo, mas não é. Pessoas com alguns problemas cardíacos, por exemplo, podem ter restrição de volume. Se seguirem indicações sem base médica, podem se prejudicar”, diz o especialista.

A recomendação serve para água, qualquer tipo de alimento em excesso, suplementação de vitaminas sem necessidade e, principalmente, remédios – mesmo os fitoterápicos, que são conhecidos como “naturais”. “Quem faz a orientação de qualquer um desses é sempre o médico, que é quem já conhece o paciente. Alta dosagem de vitamina pode fazer mal, sim. E fitoterápico também é medicamento”, afirma Ribeiro.

 

Por isso, antes de passar qualquer informação à frente pelo WhatsApp ou outra rede social, releia e, mesmo que seja de alguém de confiança, peça a um profissional do seu círculo de amizades para avaliar antes que você dissemine a mensagem.

“Vivemos um momento em que a informação tem um poder muito grande. É responsabilidade de cada um checar se o que vai passar à frente tem credibilidade ou não”, diz Ribeiro, salientando que, em medicina, não há pergunta boba. “Não tenha vergonha. Pergunte tudo o que precisar a um profissional de saúde”, orienta.

Quer saber mais sobre esse tema? Assista ao Boletim Aptare Coronavírus.

 

Renata Costa

Jornalista pela Universidade de São Paulo, mestre e doutora em Ciências da Comunicação pela mesma instituição.

Colaboradora da Dínamo Editora/ Revista Aptare

site: http://revistaaptare.com.br/

Face: https://www.facebook.com/RevistaAptare/

Instagram: https://www.instagram.com/revistaaptare

 

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.