QUANTAS LUAS JÁ PASSEI – POR -ADELE PEREIRA

 

Quantas luas já passei, cheias, minguantes
crescentes, estou em lua nova

E mares por guaias naveguei, revoltos, de
calmaria, de noite e de dia

E as luas cheias, cheias de amor, amor pela
vida, pelos amigos filhos

Filhos do astro rei, que deu brilho a minha
jornada.

Foram muitas luas, lutas, labutas, glorias
as vezes inglórias

Pela espada do tempo. O que é o tempo? Vivencias , aprendizado amores dentro do peito nas lembranças

AH!! Quantas luas? Não sei, foram tantas que prateou minhas madeixas

Pois em mim seu cunho apaixonado, pelos amantes pela leitura pelas letras

Nunca tive anos numéricos, tive emoções
reações escolhas renuncias, amor

Tenho o amar, amar ser mãe ser filha tia e avó amiga, de ser malvada

AH!! Menina levada, a dama da noite, com
inocência dos anjos

Das lascívias da dama, dama poeta! Dizem ela ser, que ama sonhar, amor provocar

Fazer relembrar

Quantas luas passei ? Quantas ainda terei?

Tai uma coisa que não sei.

Já foram tantas luas, que agora sou da noite,
das enluaradas das madrugadas

Do teclado das poesias, dos erótico liberado
da família do viver do amar

Embora com meus reflexos , como a lua sou só, só de quem ama, não importa o que

Ou de quem precisa de amor. Do renascer para sobreviver

Na minha primeira noite enluarada, tomei
a poção do amor

De uma fonte inesgotável, MÃE, amor maior
só a do criador

Assim são as minhas luas, até fazer-se o eclipse da vida

Se fosse uma por ano seria 70 luas, passadas
vivenciadas amadas agradecidas ,e a espera de outras tantas luas

GRATIDÃO SEMPRE

Adele Pereira

Apaixonada pela vida, em busca de ser feliz, sentir o amor.
É assim Adelia De Melo, está Adele Pereira.
Email: adeliapvmelo@hotmail.com

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.