VOCÊ CONHECE AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR? POR ANA COSTA

Parte de uma série de livros do autor Gary Chapman, “As 5 linguagens do amor” traduz de forma leve e didática como cada um de nós, reconhecemos o amor do outro por nós. Assim, cada indivíduo expressa de forma específica o seu amor, além de reconhecer e demonstrar ao seu par.

Sendo assim, cada um de nós tem uma forma bem particular de amar e demonstrar o que sente, como também a forma de linguagem em que nos sentimos amados.

Você já imaginou que isso pode solucionar muitos problemas de relacionamento? Se pensou sim, acertou! Acredite, muitos casais não se entendem porque não conhecem as suas linguagens de amor. E ficam insistindo para que o outro entregue uma linguagem que ele não se expressa.

O meu convite aqui é para você em qualquer idade conhecer as 5 linguagens e poder fazer uma transformação em suas relações, todas elas!

1. Palavras de Afirmação

Indivíduos que usam essa linguagem, se sentem amados quando os sentimentos são expressos em palavras. Com palavras de Afirmação, elogios, validação de amor, mensagens carinhosas no dia a dia com recadinhos, ou através do celular em que as palavras sejam vetor do sentimento pelo outro.

Ex: você é um amor, você é linda, você é tão inteligente, nossa como você faz bem está atividade”.

Agora, coloque em prática! Fique atento ao comportamento das pessoas que ama, e como elas se comportam com a demonstração de cada linguagem. Assim você estará aprendendo sobre o que faz as pessoas felizes e como você pode tratar de modo especial cada uma delas.

2. Tempo  de Qualidade


Este deveria ser regra para todas as nossas experiências humanas, porém há indivíduos que valorizam ainda mais uma troca com dedicação, exclusividade e qualidade de entrega. Mesmo que o tempo seja mínimo, a qualidade define a vivência.

Você pode usar de diferentes formas esta linguagem: num passeio, diálogo com um café, atividades juntos, viagens, almoço, olhar no olho, escutar com entrega, ou qualquer momento reservado para que estejam com atenção e presença de qualidade juntos.

Esta linguagem demonstra a pessoa amada que você quer estar ao lado dela, e que mais nada é importante naquele momento a não ser as emoções que irão vivenciar juntos!

3. Presentes


Ohhhh, aqui muitos pensam que é interesse! Não, não é! Há pessoas que usam esta linguagem e que reconhecem o amor do outro através do recebimento de presentes, mimos e qualquer lembrança que fortaleça o relacionamento – como um símbolo de amor.

O carinho envolvido, a delicadeza na embalagem, a criatividade com os mimos tudo isso para quem tem esta linguagem é valorizado e entendido como uma demonstração inegável de amor. Lembrando que todo este esforço é reconhecido pelo outro como um comportamento genuíno e de fato um gesto de amor verdadeiro.

4. Atos de Serviço


Essa linguagem de amor traz um comportamento do outro para ajudar, apoiar, contribuir ou com a intenção genuína de agradar o outro.

Você pode imaginar várias coisas como fazer compras no supermercado, preparar o jantar, arrumar a casa, lavar a louça, dar banho nos filhos, ou qualquer outra atividade que possa demonstrar uma linguagem de serviço ao outro.

Essa comunicação de afeto pode gerar um conflito no outro, caso ele não compreenda esta linguagem de amor. Assim você que tem a consciência de que a pessoa valoriza atos de serviço, conseguirá promover atos prestativos que alimentem o relacionamento de vocês.

5. Toque Físico

Para muitos o Toque Físico é essencial para uma relação. E todas as trocas físicas como abraçar, beijar, fazer carinho e andar com as mãos dadas, carregam imenso poder de demonstrar o amor sentido pelo outro.

Esta linguagem normalmente aparece para aquelas pessoas que são muito afetuosas, gostam de abraçar, beijar, tocar e qualquer contato físico em suas relações são facilmente percebidos.

Atenção, porque existem as pessoas que não se comunicam através desta linguagem e o toque físico em excesso, irá afastá-las ao invés de aproximar, cativar e fazê-las sentirem-se amadas.

Indico a leitura do livro “As 5 linguagens do amor” e aplicação do teste, que apresenta através do resultado obtido qual a sua linguagem de amor, e das pessoas que convive. Lembrando que para isso, elas também precisarão realizar o teste.

Afinal, a máxima “Trate o outro como você gostaria de ser tratado” só afasta as pessoas de você. O correto é “Trate o outro como ele gostaria de ser tratado!”.

Bora nos relacionar melhor com quem convivemos?

Ana Costa

Colunista de Psicologia Positiva e Coaching no grupo Envelhecer com Estilo

😍 Head da Dna Happiness
💡+20 anos atuação em Comunicação e Marketing
🏆 Especialista em Liderança e Gestão de Pessoas
👥 Soluções em Comunicação Positiva
🙂 Educação para a Felicidade
💛 Desenvolvimento Humano e Coaching
🎯 Jornada de Autoconhecimento e Florescimento

Instagram: dna_happiness

Site: www.dnahappiness.com

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.