O QUE É ANOSOGNOSIA? MANIFESTA AOS 50 ANOS OU MAIS…

 

 

Que alívio ter conhecimento disto! Há tempos eu andava preocupado porque:

1.Não me recordava dos nomes próprios;

2.Não me recordava onde deixava algumas coisas;
3.Quando estou conversando e tenho o pensamento interrompido, tenho dificuldades de continuar com a conversa no ponto em que a tinha deixado;

Enfim, pensava que tinha um inimigo dentro da minha cabeça, cujo nome começa por Alzheimer.

 

 

“Se tu tens consciência dos teus problemas de memória, então é porque ainda não tens problemas”

Existe um termo médico que se chama ANOSOGNOSIA, que é a situação em que tu não te recordas temporariamente de alguma coisa. Metade dos maiores de 50 anos, apresentam algumas falhas deste tipo, mas é mais um fato relacionado com a idade do que com a doença propriamente dita.

Queixar-se de falhas de memória é uma situação muito comum em pessoas com 50 ou mais anos de idade.

Se traduz por não recordar um nome próprio, entrar num cômodo da casa e esquecer-se do que ia fazer lá ou buscar, esquecer o título de um filme, ator, canção, não se lembrar onde deixou os óculos, etc.

Muitas pessoas preocupam-se, muitas vezes em excesso, por este tipo de esquecimento. Daí, uma informação importante:

“Quem tem consciência de ter este tipo de esquecimento, não tem problema sério de memória. Todos que padecem de doença de memória, com o inevitável fantasma do Alzeimer, são aqueles que NÃO tem consciência do que efetivamente se passa.

 

 

O professor Bruno Dubois, do Institut de la Mémoire et de la Maladie d’Alzheimer, do Hôpitaux Universitaires Pitié-Salpêtrière, em Paris, encontrou uma engraçada, mas didática explicação, válida para a maioria dos casos de pessoas que estão preocupadas com os seus esquecimentos:

“Quanto mais se queixam dos seus problemas de memória, menos possibilidades têm de sofrer de uma doença de memória”.

Anosognosia corresponde à perda de consciência e negação sobre a própria doença e suas limitações. Normalmente a anosognosia é um sintoma ou uma consequência de doenças neurológicas, podendo ser comum em fases iniciais ou estágios mais graves do Alzheimer, esquizofrenia ou demência, por exemplo, sendo mais frequente em idosos.

Não existe tratamento específico para a anosognosia, mas normalmente o tratamento para a causa dessa condição é eficaz para diminuir esse sintoma. No entanto, o que dificulta o tratamento é a negação da condição pela própria pessoa, que recusa qualquer tipo de ajuda.

É importante estimular a capacidade cognitiva dessa pessoa por meio de quebra-cabeças, palavras cruzadas ou caça-palavras, por exemplo, além de estimular o convívio com outras pessoas, como na terapia em grupo, pois pode ajudá-la a ter conhecimento das suas limitações, por exemplo.

 

Como é feito o tratamento ?

 

Por não ter conhecimento da sua condição, a pessoa com anosognosia normalmente não aceita tratamento psicológico e nem com medicamentos, já que considera que está tudo bem com seu estado de saúde.

Não existe tratamento específico para anosognosia, mas sim tratamento para a causa, sendo, na maioria das vezes, suficiente para eliminar esse sintoma.

A melhor forma encontrada pelos médicos para diminuir esses sintomas é através da estimulação neurológica através da realização de atividades de estímulo cognitivo, como caça-palavras, quebra-cabeça ou palavras cruzadas, por exemplo, além da prática de exercícios físicos, psicoterapia e terapia em grupo.

Além disso, a pessoa com anosognosia deve ser acompanhada periodicamente pelo geriatra ou neurologista, para que seja notado o progresso do sintoma e do seu estado geral.

Se esquecerem de repassar, não se preocupem porque não será Alzeimer… são os muitos anos que pesam dentro das suas cabeças.

Se não esquecer repasse…..

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.