VITORIA E A MELHOR IDADE-POR MADIS

Em dezembro de 2019, estive em Vitória -ES que além de praias lindas e do povo simpático que já relatei fiz questão de conhecer as iniciativas sobre Longevidade:

O Instituo de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP), fez uma pesquisa das melhores cidades para se viver após os 60 anos veja o link(   https://idl.institutomongeralaegon.org/cidades-grandes  ) VITÓRIA está em 9° lugar

A Prefeitura de Vitoria-ES,tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida, da valorização da autoestima e a prevenção do isolamento social, dos longevos e sabe que contribuindo para o envelhecimento saudável todos ganham.

Programas da Prefeitura de Vitória

Centros de Convivência para a Terceira Idade (CCTI): Nesses espaços são oferecidos para os idosos as seguintes atividades:  ginástica, musculação, pilates, oficina de músicas informática, alongamento, artes, ioga, teatro, dança, grupos de convivência, são 30 Centros, estimulando o envelhecimento saudável

Outro dado importante é a Atividade Física -Vitória é apontada como uma das cinco capitais onde mais se pratica atividade física no Brasil – https://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/01/2018/vitoria-e-apontada-como-uma-das-cinco-capitais-onde-mais-se-pratica-atividade-fisica-no-brasil

A Prefeitura oferece:  vários equipamentos e ações para que a terceira idade pratique esportes, mantenha hábitos saudáveis e que tenha melhor qualidade de vida, através das ACADEMIAS POPULARES DA PESSOA IDOSA:  Instalada ao ar livre para a prática de exercícios físicos são compostas por dez equipamentos, que servem para alongar, fortalecer, desenvolver a musculatura em geral e trabalhar a capacidade aeróbica, os aparelhos, de baixo impacto, simulam atividades do cotidiano das pessoas, como caminhadas, remada, alongador, entre outros.

Existem também O Serviço de Orientação ao Exercício (SOE) , são diversos e estão localizados na orla, nas praças, nos parques e em outros espaços públicos da cidade, que funcionam nos turnos matutino (das 6 às 10 horas) e noturno (das 17 às 21 horas), contando com profissionais de Educação Física.

Pessoas se exercitando no módulo do SOE na Praia de Camburi

Os longevos mostram energia, fôlego e determinação para realizarem atividades que melhoram o condicionamento físico, a concentração, a coordenação motora e a socialização.

Um exemplo disso é Lays Lugão, de  87 anos que tive o prazer de conhecer …. mostra que a idade não é empecilho para  quem têm energia para se divertir e ser feliz. É em cima de uma prancha de  stand up paddle – esporte derivado do surf – que Lays Lugão,  desafia o seu corpo na baía de Vitória, com muito equilíbrio e disposição. (acesse: o link https://beta.tribunaonline.com.br/em-vez-de-tomar-remedio-eu-pratico-exercicios-diz-senhora-de-87-anos )

) …… “Eu sinto uma liberdade sem igual e, claro, é um desafio. Sinto uma vaidade, me sinto muito mais bonita, corpo mais esbelto, faço por prazer. O esporte trabalha com minha mente e meu corpo”, detalhou Lays. Ela tem uma rotina de fazer inveja a muitos jovens. Vaidosa, o esporte virou o queridinho da dona Lays há dois anos, e deu novo sentido a sua vida.

Outro Projeto é a Hidroginástica no mar para idosos

 

PROGRAMA DE INCLUSÃO DIGITAL – NAVEGANDO NA INTERNET NA MELHOR IDADE- VITÓRIA/ES

Em Vitória-ES, conheci o Programa de Inclusão Digital- Navegando na Internet na Melhor Idade..

 Ana Paula De Araujo Fairich, Instrutora Responsável , explicou sobre o Programa:

“ Com o objetivo de promover a inclusão digital das pessoas da terceira idade, o Programa Navegando na Internet na Melhor Idade, que consiste numa ação do Governo do Estado – por meio do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) – em parceria com a Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger).

O Programa começou em 2.001 é direcionado para ambos os sexos, com 50 anos ou mais (não há limite máximo de idade), a iniciativa já beneficiou mais de 4 mil pessoas

Os idosos querem estar conectados com as novidades do mundo digital, seja para um maior contato com a família; para manter a mente ativa e estarem mais participativos.

Ana Paula, criou um método interativo com excelente a didática, respeitando a idade de cada um, pois sabe que o entendimento é diferente para pessoas de 60, 70 e 80 anos…….. “O programa vai além de uma aprendizagem das tecnologias, ele faz com que os idosos se sintam mais participativos, atualizados e independentes na sociedade”, enfatizou Ana Paula Fairich.

O Programa de Inclusão Digital, ensina aos longevos às novas tecnologias, tais como computadores, notebooks, tablets e smartphones, adquirindo  autonomia na utilização destes recursos, ampliando suas possibilidades de comunicação e de relacionamento com a família, amigos e com a comunidade e sem dúvida , fortalece a cidadania e promove a qualidade de vida .Um ponto importante são as dicas e orientações pois os longevos, acabam ser tornando o vulneráveis a golpes, por isso é necessário, as orientações sobre as ameaças nos ambientes virtuais e crimes cibernéticos,

Agradeço a Instrutora  Ana Paula, pela sua atenção quando visitei o Programa, no Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest)

As políticas e programas existentes em Vitória-ES, tem contribuindo de maneira positiva para a mudança e qualidade de vida dos longevos, não existem apenas esses Programas, que mencionei para conhecer  acesse o link  https://www.vitoria.es.gov.br/cidadao/terceira-idade

O Programa Vitoria Alfabetizada, que tem a inclusão dos longevos https://www.vitoria.es.gov.br/cidadao/rede-municipal-acolhe-adulto-que-quer-voltar-a-estudar  

Excelente conhecer essas iniciativas sobre Longevidade, foi muito gratificante  e parabéns a Prefeitura de Vitória!!!!

Maria do Carmo- Madis

 

 

 

 

 

 

Maria do Carmo-Madis

Repórter- Cidadã 60 +

Administradora do Grupo Envelhecer com Estilo

 

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.