Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

FELICIDADE NOS RELACIONAMENTOS POR LOURDES GANZELI

FELICIDADE NOS RELACIONAMENTOS POR LOURDES GANZELI
5 (100%) 6 votos

Felicidade é algo que devemos aprender a cultivar….

Não fomos ensinados a como conquistar essa meta tão desejada e muitas vezes escassa na vida…

A felicidade tem muitas variáveis, para uns é o amor, para outros a carreira, para outros a família e assim vai…….

Seja qual for a variável é necessário que saibamos como conquistá-la.

 

casal na terceira idade e feliz

O que deve ser feito para integrar a Felicidade aos nossos relacionamentos?

 

Uma das maneiras mais viáveis de se atingir a esse objetivo é o conhecimento detalhado a variável da felicidade que se quer, em seguida fazer um planejamento.

Definir quais passos serão necessários para alcançá-la, e assumir a atitude condizente.

Para cada variável da felicidade há um processo a ser desenvolvido.

Se sua felicidade é encontrar alguém com quem compartilhar a vida ou melhorar o relacionamento existente, você precisa:

Conhecer-se em profundidade, isso inclui suas qualidades, limitações, necessidades, saber exatamente o que é importante para você num relacionamento, na vida familiar, social e profissional.

Bem diz o ditado que para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve.

O problema é que seguindo a esmo, os resultados nunca são favoráveis, nem duradouros.

 

casal na terceira idade - relacionamento feliz

 

Se você busca por um relacionamento afetivo, importantíssimo é ter clareza dos defeitos do outro que você pode aceitar sem maiores insatisfações, quais os que você poderia administrar sem se frustrar e quais são aqueles que você precisaria aprender a aceitar ou ter como inviáveis para nem entrar num relacionamento com alguém que os tenha.

Muitas pessoas comentem o erro de aprofundar laços afetivos com quem tem alguns defeitos que para elas são péssimos, na esperança que durante o relacionamento o outro mude.

Eis aí um erro importante, porque ninguém muda ninguém, as pessoas só mudam se elas tiverem um grande interesse e uma excelente motivação para mudar, caso contrário, permanecem na zona de conforto. Portanto se no início da relação o defeito já apareceu e o outro deu a entender que tudo bem, não era nada grave, certamente a pessoa não fará o menor empenho em mudar.

Se você já está num relacionamento conjugal, mas a relação está desgastada e apesar disso você acredita que vale a pena mantê-la pois no fundo existe amor e companheirismo; o melhor a fazer é reciclar esse relacionamento.

Como fazê-lo?

 

casal na terceira idade - relacionamento feliz

 

Fechando para balanço, analisando todos os defeitos e qualidades, tanto as suas, quanto as do seu companheiro…… Aceitar de coração e mente aberta aqueles defeitos, aliviando seu estresse ao conviver com cada um deles, e isso se faz aceitando que essa é maneira como ele atua, é o que ele consegue ser, não pensar e valorizar questões como “ele deveria mudar”, “ se me amasse verdadeiramente não agiria dessa maneira” e assim por diante.

Isso só aumenta a frustração e a insatisfação porque a menos que vocês tenham uma conversa honesta e amistosa onde cada um coloque aquilo que o incomoda e o outro busque melhorar naquele quesito, aceitar e não valorizar o defeito é a forma mais tranquila para se conviver.

Caso não seja possível um diálogo franco e aberto sobre os defeitos e qualidades de cada um, exercitar a paciência, a compaixão, o perdão e a aceitação, são os melhores caminhos.

Se, por um lado isso exige bastante da nossa atenção e perseverança, por outro nos torna a cada dia mais proativos, pacientes, compassivos e generosos, aumenta a capacidade de resiliência e melhora em muito a autoestima.

Felicidade não surge do nada, salvo pouquíssimos eventos, ela é construída. É com uma série de ajustes, experimentos e exercícios que se encontra o caminho e se consegue tornar a vida mais feliz.

 

casal na terceira idade em viagem - relacionamento feliz

 

Entre os ajustes e experimentos é superimportante, manter o interesse no outro e fazê-lo perceber que ele é importante para você.

Pequenas surpresas, um jantar mais caprichado, um convite para sair, uma viagem a dois são eventos que fortalecem a relação e mantém o amor em alta.

Todos precisam se sentir admirados, respeitados, aceitos e amados, o amor é um dos maiores motivadores dos seres humanos. Saber demonstrar esses sentimentos é uma maneira de se fazer notar e estreitar ainda mais os laços entre o casal.

Guardadas as devidas proporções o mesmo procedimento se pode fazer com os todos os membros da família e amigos mais chegados. Isso aquece os corações e mantém as pessoas mais próximas e felizes.

Pense nisso!

 

Elaborado por:

 

Maria de Lourdes Ganzeli

Superior em Artes Plásticas -Universidade Mackenzie

Pós graduação em Plantas Medicinais e Gestão de Qualidade Total e Produtividade Faculdade Oswaldo Cruz e Universidade Ibirapuera

Pós graduação de Semiologia e História da Economia Mundial Contemporânea USP

Estudiosa de terapias holísticas: Florais, Numerologia, Astrologia, Geobiologia, Fonosofia e Fonoterapia, Fisiognomonia Holística e Leitura Corporal, Fitoterapia, Cromoterapia, Iridologia Orgânica e Comportamental, Reike, Radiestesia e Radiônica, Magnified Healing, Cura Prânica e Feng Shui, entre outros.

Fez Consultoria para revistas : Guia de Saúde São Paulo, Casa & Família, Bons Fluidos e Revista Saúde.

 

Face: https://www.facebook.com/lourdes.ganzeli

Canal do youtube https://www.youtube.com/user/lourdesganzeli

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

×